A Bíblia nas Terras de Nárnia

Flaviano Nogueira Siedeliske

Resumo


O presente artigo apresenta uma análise a respeito da intertextualidade bíblica presente na obra As Crônicas de Nárnia, de Clives Staples Lewis. Baseado nos trabalhos de estudiosos como Alister McGrath, Emanuel Ernandes Pereira de Lira e C. S. Lewis, o objetivo final do trabalho é demonstrar que o cristianismo e as Escrituras Sagradas exerceram grande influência nas artes literárias ao longo da história. Essa influência pode ser encontrada em inúmeras obras, dentre as quais a obra que será analisada aqui. Como será mostrado no texto, C. S. Lewis, por mais que sua obra fantástica não seja considerada propriamente teológica, utiliza-se de inúmeras alusões ao texto bíblico, como, por exemplo, a criação, a redenção e a destruição de Nárnia. É um tema de extrema importância, tanto para a Igreja quanto para os estudiosos de Literatura e Teologia, no entanto, é escasso o conteúdo para quem deseja se aprofundar nessa linha de estudo. O texto se inicia com uma breve apresentação da biografia do autor da obra, C. S. Lewis, com ênfase em sua conversão e sua visão cristã do mundo. Além disso, o mesmo possui também uma análise da intertextualidade geral na obra e, por fim, com uma reflexão a respeito da personagem Aslam e como podemos ver nela um arquétipo do Messias, com base em eventos que ocorrem nos livros d’As Crônicas de Nárnia e no Antigo e Novo Testamento.

Texto completo:

HTML PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.