O LÍDER EVANGÉLICO NO CONTEXTO PASTORAL UM ESTUDO SOBRE A FUNÇÃO DO PASTOR EVANGÉLICO COMO AGENTE DE TRANSFORMAÇÃO SOCIAL.html

O LÍDER EVANGÉLICO NO CONTEXTO PASTORAL: UM ESTUDO SOBRE A FUNÇÃO DO PASTOR EVANGÉLICO COMO AGENTE DE TRANSFORMAÇÃO SOCIAL

Givaldo Viana da Silva

Mestrando em Teologia

E- mail: vgivaldo@gmail.com

RESUMO

O desenvolvimento desse trabalho partiu da premissa em observar a importância do trabalho do pastor evangélico no processo de transformação social a frente das igrejas evangélicas, por estar comprometido com a responsabilidade social, respeito, moral, ética, gestão de pessoas, imagem institucional e a qualidade naquilo que se faz. De acordo com Ogden Greg (2009), a liderança cristã, no entanto, preocupa-se tanto com os meios quanto com os fins, em outras palavras, a maneira pela qual se lidera é tão importante quanto os resultados obtidos. Segundo Ogden Greg (2009), os lideres cristãos devem adotar perante seus liderados a postura da Liderança servidora é uma expressão muito usada que significa. “Trabalho em equipe”, tomando por base uma comunidade de amor eterno entre o Pai, o Filho e o Espírito Santo, a essa realidade deve ser posta em prática na comunidade chamada igreja. Tendo em vista alguns dos questionamentos sobre o assunto dentro da linha de pesquisa Organização e Cuidado Pastoral, surgiu a seguinte problemática: Até que ponto o trabalho do pastor evangélico pode contribuir no processo de transformação social em uma comunidade cristã? Assim sendo o objetivo deste trabalho é estudar o desempenho da liderança no contexto pastoral e a sua relação com o comportamento organizacional, visando identificar melhoras em sua relação com a comunidade cristã. Segundo Campanha (2008, p. 17), Moisés, o personagem bíblico, assumiu a liderança da nação israelita com mais de dois milhões e meio de pessoas. Liderou os israelitas pelo deserto, para conquistar algumas terras e estabelecer esse povo. Ele tinha uma “visão de serviço” e conseguiu concretizá-la.

PALAVRAS-CHAVE: Liderança; realidade social; pastoreio.

ABSTRACT

The development of this article started from the premise of observing the importance of the evangelical pastor’s work in the process of social transformations on the lead of evangelical churches, for being compromised with social responsibility, respect, moral, ethics, people managing, institutional image and quality in everything done. According to Odgen Greg (2009), Christian leaders, however, need to concern as much to the means as to the ends, that is, the way one leads is as important as the results obtained. Also according to Odgen Greg, Christian leaders need to adopt before the ones they lead the attitude of Serving Leadership, a well-used term that means “teamwork”, taking as basis an eternal community of love between the Father, Son and the Holy Spirit; this communion must be put to practice by the community called church. Keeping in mind some of the questionings about the subject in the line of research Organization and Pastoral Care, the following problematic arised: To which extent can the work of an evangelical pastor contribute in the process of social transformation in a Christian community? The objective of this research is, therefore, to study the action of the leader in a pastoral context and its relation to organizational behavior, in view of identifying improvements in its relation to Christian communities. According to Campanha (2008, p. 17), Moses, the biblical character, assumed the leadership of the Israelite nation with more than two and a half million people. He led the Israelites through the desert, to conquer some land and stablish this people. He had a “serving view” that managed to materialize.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.